Maringá

MARINGÁ 

Prefeitura divulga nota sobre o caso de afogamento no Parque do Ingá
Sobre o episódio envolvendo dois jovens, que entraram no Parque do Ingá na madrugada desta sexta, 29, e, depois de tentarem atravessar o lago em dois barcos (estilo caravela) usados para lazer de usuários do local, um deles teria, supostamente, se afogado, a Prefeitura de Maringá, por meio da Secretaria de Meio Ambiente, esclarece:



1. As circunstâncias do incidente ainda não estão totalmente esclarecidas. Não se sabe ainda se, de fato, um deles teria se afogado na travessia ou não. O Corpo de Bombeiros prossegue nas buscas do suposto corpo, depois de encontrar, submerso, um dos barcos utilizados pelos jovens, modelo estilo caravela, que suporta até 320 quilos (ou quatro adultos). 



2. O lago tem, em média, 7 metros de profundidade. Supostamente, um dos barcos tenha apenas sido colocado na água e não saído da margem, já que foi encontrado junto ao píer (os barcos não ficam na água, e sim sobre um tablado a margem do lago). Um dos jovens conseguiu sair da água e pedir ajuda por volta das 5h30 da madrugada. Foi encaminhado ao hospital e passa bem.



3. A segurança do parque é feita pela Guarda Patrimonial. Nesta noite, especificamente, havia um guarda no portão principal (avenida São Paulo) e outro na ronda externa. Durante o dia são dois guardas (um em cada portão de acesso) e outro na ronda de moto. A segurança no Parque do Ingá será reforçada, com rondas mais frequentes no interior do local. O parque permanecerá fechado até que a situação se esclareça.
Queima de fogos da virada de ano terá duração de 12 minutos
A Prefeitura de Maringá, por meio da Secretaria de Inovação e Desenvolvimento Econômico, promove uma grande queima de fogos com 12 minutos de duração na virada de ano. A bateria com três toneladas de fogos será posicionada no interior do Estádio Regional Willie Davids (atrás do gol do lado oposto à entrada) e será montada a partir das 10 horas do domingo, 31.



A entrada ao estádio é restrita a técnicos e à equipe de segurança. Os três primeiros minutos contarão com a queima de fogos “torta reta” com 1,5 polegada atingindo 25 metros de altura. Os morteiros vem em seguida com variações de 70 a 120 metros.



De acordo com o técnico em explosivos e coordenador da queima em Maringá, Odair Manhaes, a criatividade será um dos pontos fortes do espetáculo. “Vamos posicionar os pontos e fazer interligações para que a queima encante todos os maringaenses”, afirmou, lembrando que o estádio é um dos locais mais apropriados para a queima e que poderá ser visto em vários pontos da cidade.



Além de Maringá, a comunidade dos distritos também terá seis minutos de show pirotécnico na virada de ano. Em Iguatemi a bateria será posicionada na avenida Vereador Antonio Bortolotto com as esquinas da Otávio Franco e Virgínia Teixeira. Em Floriano, na Praça da Igreja Central, na avenida Antonio Santiago Gualda.



Para organizar o trânsito e reforçar a segurança, a Prefeitura destacará agentes de trânsito e da guarda municipal nas proximidades da queima de fogos no município e em seus distritos.
Prefeitura constrói mais de 70 salas de aula com ampliações das unidades de ensino
A Prefeitura de Maringá concluiu neste ano a reforma e ampliação de sete centros de educação infantil e três escolas municipais. No total foram construídas 72 salas de aula e também concluída a construção da Escola Municipal Antonio Carlos Velasque (Avenida Mauá). As novas salas ampliam em 675 as vagas para a Educação Infantil e 1.575 vagas para o Ensino Fundamental.

Na Educação Infantil foram registradas 4.975 matrículas: Infantil 1 (2.205 matrículas), Infantil 2 (1.185 matrículas), Infantil 3 (551 matrículas), Infantil 4 (672 matrículas), Infantil 5 (365 matrículas).

Para 2018 estão previstas a conclusão da construção de centros municipais de educação infantil no Jardim Alvorada, Imperial II, Ipanema, Mauá II, além da reforma e ampliação do Alba de Araújo Rocha Loures, Maria Doná Ferraz, Aparecida Luzia Pires (apenas reforma) e das escolas municipais Campos Sales, José Aniceto, Odilon Vargas e Ayrton Plaisant (apenas reforma). O centro municipal de educação infantil Anjo da Guarda receberá nova edificação.

Além da estrutura física a administração contratou 753 servidores: 142 professores 20 horas, 13 professores de artes, 5 professores de língua inglesa, 27 professores de educação física, 120 auxiliares operacionais, 180 educadores infantil, 242 cuidadores infantis, 2 motoristas, 2 telefonistas, 1 fonoaudióloga e 19 estagiários para o Centro Municipal de Apoio Especializado.

Visando um processo de Educação Inclusiva, a Secretaria de Educação (Seduc) também ampliou a quantidade de professores de apoio, organizando um pólo de atendimento pedagógico a crianças com altas habilidades. Em 2018 a administração abrirá concurso para a contratação de professores para a educação especial (84 para o contraturno escolar e 10 para apoio em sala de aula) e para cadastro de reserva de professores de artes, educação física e língua inglesa.

A Prefeitura moderniza a frota do transporte escolar e elabora licitação para aquisição de 11 ônibus e 9 micro-ônibus, todos com ar-condicionado. A compra tem a finalidade de substituir veículos com mais de 10 anos de uso e veículos não apropriados para roteiros rurais. Neste ano também foram adquiridos 170 computadores para uso dos alunos e adequação dos laboratórios de informática nas unidades escolares e destinados 112 ao setor administrativo das unidades de ensino.

Iniciado ainda em 2017 o processo de compra e instalação de aparelhos de ar condicionado nas escolas municipais Professor José Marchesini, José Hiran Salleé, Oscar Pereira, Joaquim Maria Machado de Assis, Paulo Freire e nos centros municipais de educação infantil Benedito de Souza e Maria de Lourdes Vale Bom.

Relacionada a organização pedagógica, a Seduc reestruturou o trabalho no contraturno das Escolas Integrais, assim como na Educação Infantil, por meio de projetos que envolveram intensivamente a comunidade escolar. Foram ampliadas em 3 mil, as vagas das Escolas Integrais com a transformação de mais 3 unidades nesta modalidade de ensino.

Também foram incorporados no currículo dos alunos da Educação de Jovens e de Adultos (EJA) aulas de arte, educação física e informática, socializando, motivando e trazendo inúmeros benefícios aos alunos. Iniciado ainda o “Projeto Escola Aberta com a disponibilização à comunidade de quadras esportivas das Escolas Municipais para o esporte, lazer e atividades culturais.

De acordo com a secretária de Educação, Valkiria Trindade, a gestão educacional de uma rede de ensino do tamanho de Maringá, que conta com aproximadamente 39 mil alunos e 7 mil servidores, prescinde de muitos desafios. “O nosso eixo central foi o fortalecimento de vínculos entre a família e a escola, bem como a Gestão Democrática, visando dar voz a toda a comunidade escolar por meio das eleições para diretores. Fizemos ainda ajustes para um currículo legítimo, onde a criança se aproprie dos conteúdos com experiências vivenciadas, contando com 38 projetos na área educacional e social”, ressalta.

Para 2018 a secretária de Educação destaca ainda a criação de polos de robótica em parceira à Google e Lego e lembra que estão em processo de licitação a compra de materiais didáticos em substituição aos materiais de uso escolar fotocopiados.
Prefeitura libera R$ 390 mil para castração de cães e gatos

O prefeito Ulisses Maia assinou a liberação de R$ 390 mil para a realização de 3 mil castrações de cães e gatos por clínicas credenciadas. Desde o início do ano foram realizados cerca de 2,8 mil procedimentos.

Além de evitar o aumento populacional de animais de rua, a intensificação nas castrações previne doenças do aparelho reprodutivo de machos e fêmeas e pode aumentar a expectativa de vida dos animais.

A intensificação das castrações integra o programa da administração municipal, tratando a causa animal como política pública. Criação de diretoria específica, estruturação de equipe para fiscalização de maus-tratos e realização de feiras de adoção reforçam o compromisso com o bem-estar dos animais.

O diretor do Bem-Estar Animal da Secretaria de Meio Ambiente (Sema), Marco Antonio Azevedo, explica que as castrações são destinadas preferencialmente para famílias de baixa renda e a organizações de protetores de animais e destacou alguns projetos em andamento.

“Conhecemos a experiência do castramóvel em Campinas que é uma referência para fazer da melhor forma a intensificação das castrações. Também está em fase final a elaboração da licitação para compra de medicamentos, instrumentos cirúrgicos e demais equipamentos para a criação de centro cirúrgico de animais”, frisou Azevedo.

A Diretoria de Bem-Estar Animal promove neste sábado, 25, das 11 às 16 horas, feira de adoção no Shopping Avenida Center. Os animais terão direito a uma castração gratuita.

Saiba mais
Diretoria de Bem-Estar Animal
Avenida Laguna, 668. Telefone: 3901-1885
De segunda a sexta, das 8 às 11h30, e das 13h30 às 17 horas.
Solicitações de castrações e denúncias sobre maus-tratos deverão ser comunicados ao 156 de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas.
Site da Expoingá 2018 já está no ar
A Sociedade Rural de Maringá colocou o novo site da Expoingá 2018 - que vai acontecer de 3 a 13 de maio -, disponibilizando aos visitantes, expositores e imprensa acesso fácil e rápido às principais informações sobre a feira. 
 
O site traz área destinada ao cadastro de expositores e para esclarecer dúvidas dos internautas. Constam neste espaço informações sobre trabalho na feira. Os interessados já podem mandar currículo para o e-mail contatoexpoinga@srm.org.br com o assunto: Quero trabalhar na Expoingá.
 
Também já está ativa a área de notícias e informações sobre os principais segmentos da feira, como pecuária, indústria, comércio, eventos técnicos, gastronomia e cultura, entre outros.
 
Expoingá 2018: “Forte e Dinâmica como o Agro” é o tema da feira, que completa 46 anos de história no próximo ano.
Avançam trabalhos para implantação da Guarda Mirim

Comissão para implantação da Guarda Mirim de Maringá esteve reunida nesta quinta, 23, para avaliar a minuta de projeto de lei, estatuto e regimento interno para validação do projeto. O programa prevê atender inicialmente 200 jovens entre 14 a 18 anos incompletos com atividades de convivência e aprendizagem.

Após a aprovação pela comissão, o projeto será encaminhado à Secretaria de Assistência Social e Cidadania (Sasc), Promotoria do Trabalho, Vara da Infância e Juventude para considerações. Com as alterações e aprovações, o projeto de lei será remetido para votação na Câmara Municipal.

A sede da Guarda Mirim está escolhida e será em anexo da Escola Municipal Jaime Luiz Coelho no Parque Tarumã. Extinta desde a década de 80, a Guarda Mirim terá atividades no contraturno escolar. “É uma conquista para toda a comunidade com a formação cidadã dos participantes. Um futuro melhor para nossos jovens”,frisou o presidente da comissão, cabo Zé Maria.

Integram a comissão as secretarias de Gestão (Junta Militar), Educação, Cultura, Câmara Municipal e Núcleo Regional de Educação. Para a formatação da guarda foram conhecidos projetos de outros municípios paranaenses como o de Londrina e São José dos Pinhais.
Ações de combate diminuíram números de casos de dengue em 2017
De janeiro até 18 de dezembro de 2017, a Secretaria de Saúde notificou 208 casos de dengue e nenhuma morte. No ano passado o número foi 13 vezes maior: 2.762 casos confirmados e dois óbitos. A redução no número de casos é reflexo das ações de prevenção e combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue.

Entre de prevenção está, o programa Bota-fora, realizado pela Secretaria de Serviços Públicos (Semusp), criado como mutirão de limpeza para atender áreas de maior risco ou incidência de casos de dengue. Durante o ano, caminhões da Semusp percorreram 47 bairros e recolheram mais de duas mil toneladas de móveis, eletrodomésticos, colchões, pneus, latas, entulhos e outros materiais em desuso que poderiam servir de abrigo para insetos e promover a proliferação do mosquito da dengue. 

A campanha de vacinação também contribuiu para derrubar o número de casos. Dos 2.762 casos de dengue confirmados ano passado, 747 foram em jovens de 15 a 29 anos. A maioria desse público foi contemplado esse ano com a campanha da vacinação, contribuindo para a prevenção. “As ações de combate a dengue foram ampliadas durante o ano. O trabalho da Semusp, as visitas domiciliares diariamente realizadas pelos agentes da dengue e a campanha de vacinação foram primordiais para alcançar esse resultado”, esclareceu o secretário de Saúde, Jair Biatto. 

O secretário destaca a importância dos moradores contribuírem com o trabalho de prevenção, não deixando acumular água em calhas, pneus, caixas d′aguas, cobrindo os vasos de plantas com areia, principalmente com a chegada do calor e as chuvas, combinação que favorece a proliferação do mosquito da dengue.

O 4° Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti (Lira) (8 de dezembro), apresentou aumentou no Índice Geral de Infestação Predial do Município (IIP) com 1,2 %, considerado de médio risco. No 3° Lira (1° de setembro) estava em 0,9 %, baixo risco.

A secretaria de Saúde também firmou parceria com o Ministério de Saúde e Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) para avaliação de eficácia de inseticidas e larvicidas no mosquito da dengue. Duzentas armadilhas com 11 equipes da Dengue e Zoonoses recolheram mais de 6 mil ovos que foram destinados a Fiocruz para testes dos produtos. 
Share by: